Find us on Google+

Nicki Minaj fala de sua relação com as paradas: “Super Bass foi culturalmente eficaz e nunca foi nº1 na Billboard” + Entrevista

banner-nicki

Nicki Minaj está na capa da nova edição da revista Billboard, com uma entrevista longa e franca. Ela já começa falando da validade das paradas para sua carreira.

“[O mais importante é] A reação das pessoas. Quando estou em turnê, como elas gritam quando começo uma música. Obviamente, sempre quero que um álbum estreie no nº1. Mas, em termos de músicas, por exemplo, ‘Super Bass’ foi muito culturalmente eficaz, e nunca foi nº1 na Billboard Hot 100. Mas essa música ainda faz as pessoas felizes. Dos seis aos 80 anos, quando ouvem, conhecem e amam”.

nicki-minaj-bb38-2015-billboard-620

Na mesma entrevista, o repórter pergunta se ela ouviu “WTF” da Missy Elliott, e Nicki diz que sim, e que achou ótima. “Eu acho a Missy ótima”.

Em seguida, o jornalista diz que gostaria de perguntar a opinião dela sobre o trabalho de outros artistas, e Nicki interfere: “Eu preferiria que não [fizesse isso], porque eu posso não ter ouvido e não quero soar rude”.

Mas, quando o assunto é Barack Obama, ela não se faz de rogada e dá sua opinião clara sobre o governo.

“Eu realmente quero falar de uma coisa específica, que mexe com meu coração. Eu acho que foi muito importante quando ele foi às prisões para falar com as pessoas que pegaram 20, 30, 40, 50 anos de pena por drogas. Há mulheres que são estupradas, pessoas assassinadas e esses criminosos não pegam nem 20 anos. Eu fiquei derretida vendo a gravação dele conversando com esses prisioneiros. Eles nunca sentiram que alguém na Casa Branca se importava com eles”, opinou. “O que isso se tornou não é uma guerra contra as drogas. Tornou-se escravidão. Ou algo mais louco. Quando penso em quantas pessoas estão na cadeia, me questiono: ‘espere, nosso governo está ciente dessas estatísticas e acha que isso está OK?’ As sentenças são inumanas. Eu amo o presidente por tentar ser uma voz para as pessoas que ninguém nunca tentou ser uma voz”.

Ela também fala sobre Hilary Clinton (“a apoio como mulher”) e Donald Trump (“em termos de entretenimento, ele é hilário”), mas nem tudo é política. Sua mudança de Nova York para Los Angeles, por exemplo, não teve nada a ver com isso. “Eu amo Los Angeles. Eu conversei com a Beyoncé sobre isso, porque ela se mudou para cá recentemente também. Ela disse exatamente a mesma coisa que eu falava quando me mudei. Apenas nos sentimos mais felizes”, contou.

“Ela me disse que não é incômodo ter que se levantar supercedo para levar a Blue ao colégio, porque é tudo tão bonito. Eu sou nova-iorquina, mas há momentos em que você acorda em Nova York e é um dia triste. Eu sei que meus fãs de Londres podem se identificar com isso. Quando estou em Londres ou Paris, acho a mesma coisa. Parte da beleza está no cinzento, mas é um gosto adquirido”.

A mudança de ares não tem a ver com casamento, também, embora Nicki use um anel de diamante dado por Meek Mill. “Não estamos noivos. Mas ele disse que gostaria de me dar três anéis antes de nos casarmos. Meu aniversário está chegando e acho bom ele me dar outro, porque ele me deu esse no meu último aniversário. Então vamos ver o que acontece”.

Uma curiosidade que ela contou é que Beyoncé e Jay Z dão muitos conselhos para o casal. Outra é que Meek Mill não a deixa ouvir suas músicas antes de ficarem prontas. “Ele está prestes a lançar uma mixtape, e eu nunca a ouvi. Nós rimos disso sempre”. Nicki, aliás, também quer lançar uma mixtape.

“Tenho que dar exemplo para as rappers mulheres. Estou no topo da coisa toda, e é importante dar exemplo. Como comecei fazendo mixtapes, quero que as mulheres não esquecem a importância do trabalho duro, dessa trajetória até o topo. Você não pode chegar lá com uma música. Quando essa música não estiver mais na moda, você não estará mais na moda. É importante que você seja maior que sua música”.

nicki-minaj-bb38-fea-2015-billboard-650

Source: Team Minaj

by
Nicki Minaj fala de sua relação com as paradas: “Super Bass foi culturalmente eficaz e nunca foi nº1 na Billboard” + Entrevista

Posted in Latest News and tagged by with no comments yet.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Close